Entrevistas, Palavra de Especialista

A nutricionista Vanessa Franzen Leite explica como deve ser a alimentação durante a gravidez

Foto Divulgação

 

por Paula Tweedie

Em linhas gerais, como deve ser a alimentação de uma gestante?

Equilibrada, balanceada, contendo todos os nutrientes necessários (carboidratos, proteínas e gorduras), fracionada (café da manha, lanche, almoço, lanche, janta e ceia), suprindo toda a necessidade energética (calórica) necessária. A gestante não pode deixar faltar nutrientes nem de maneira quantitativa (calorias) e nem de qualitativa.

É verdade que as grávidas devem ingerir muito leite e seus derivados para repor o cálcio absorvido pelo bebê?

Um dos nutrientes mais importantes a serem ingeridos durante a gestação é sim o cálcio, que está presente no leite e nos seus derivados (queijo, requeijão, iogurte…). O cálcio é importante para a formação dos ossos e dentes do bebê, para produção do leite da gestante e para saúde da mesma. A boa ingestão de cálcio garante que o feto não precise utilizar o cálcio da gestante. É recomendado ingerir 4 porções de leite ou derivados por dia durante a gestação, uma vez que nesse período a necessidade desse nutriente está aumentada.

Quais são as recomendações, quanto à alimentação, para ajudar ou aliviar os enjôos no primeiro trimestre de gravidez?

Esse sintoma é bem freqüente no início mesmo.

-    Ao acordar, levantar-se lentamente

-    Comer torrada ou bolachas secas e, de preferência, integrais

-    Comer pequenas porções de alimentos toda a vez que for alimentar-se

-   Evitar alimentos com forte odor ou odor desagradável

-    Não ficar em jejum, ou seja, mais de 3 horas sem comer

-    Evitar comidas gordurosas

-    Não consumir bebidas alcoólicas

-    Não abusar do café

-    Adicionar limão na água ou nos chás durante o dia podem ajudar a diminuir o enjôo

-   Não beber nenhum líquido durante as refeições

-   Evitar deitar-se depois da refeição

Em termos de calorias, o que muda na prática? Quanto a mulher precisa ingerir a mais do que o normal?

Uma gestante com o IMC normal antes de engravidar deve ingerir em média 300Kcal a mais por dia. Já uma gestante com IMC elevado antes de engravidar deve reduzir esse adicional e a gestante com IMC abaixo antes de engravidar deve aumentar esse adicional. Lembre: 300Kcal somente, isso não explica a crença popular: gestante precisa comer por 2. Não precisa nada, esse pensamento pode causar ganho excessivo de peso (obesidade) que pode causar complicações clínicas (principalmente no final da gestação), diabetes e hipertensão gestacional, bebê obeso (que é de alto risco), defeito no tubo neural, riscos obstétricos durante o parto…

De quais alimentos não se pode abrir mão para uma gestação saudável?

Comer, 1 vez por semana, 1 bife de fígado (100g). Ingerir, no mínimo, 4 copos de água por dia. Beber 2 copos de leite (desnatado) e mais 2 fatias de queijo (light) por dia. Beber ½ copo de suco natural de fruta logo após as refeições ou consumir 1 fruta (laranja ou tangerina ou abacaxi, essas frutas contém vitamina C que ajuda na absorção do ferro). Consumir 1 concha de leguminosas (feijão/lentilha/grão de bico) todos os dias. Consumir saladas todos os dias. Consumir 2-3 frutas por dia. Consumir, no mínimo, 1 porção de proteína por dia. Consumir 4 porções de cereais por dia. Fazer, no mínimo, 6 refeições por dia.

Resumo: preferir sempre carboidratos integrais, proteínas magras e gorduras saudáveis.

O que fazer para evitar ou amenizar a anemia, distúrbio tão comum nas gestantes?

Alimentação equilibrada antes e durante a gestação. Comer de 3 em 3 horas. Ingerir feijão ou lentilha todos os dias, pois são ricos em ferro. Não tomar refrigerante ou alimentos que contenham cálcio quando ingerir ferro, pois os mesmos competem na hora da absorção. A vitamina C ajuda na absorção do ferro. Suplementar ferro e ácido fólico antes e durante a gestação.

Existe alguma restrição que se deva fazer nesse período?

Adoçantes devem ser evitados (sacarina e ciclamato).

Café, chá verde, mate devem ser evitados em excesso.

Bebida alcoólica deve ser evitada.

Sushi e sashimi devem ser evitados, em função do risco de contaminação.

É preciso ter muito cuidado com a higiene de todos os alimentos ingeridos!

E a questão do adoçante? Grávidas podem ou não podem ingerir?

Recomendo adoçantes somente para as gestantes que precisam controlar muito o ganho de peso (gestantes de começaram o período com sobrepeso ou obesidade; gestantes que estão ganhando peso excessivo; gestantes com tendência a obesidade).

O adoçante que pode ser utilizado com segurança é sucralose ou stevia. Sacarina e ciclamato não podem ser ingeridos.

Quantos quilos a mulher pode engordar durante os 9 meses?

Isso depende do estado pré-gestacional da gestante.

Gestante com pré-gestacional de baixo peso deve ganhar de 12,5 a 18Kg.

Gestante com pré-gestacional normal de peso deve ganhar de 11,5 a 16Kg.

Gestante com pré-gestacional de sobrepeso deve ganhar de 7 a 11,5Kg.

Gestante com pré-gestacional de obesidade deve ganhar de 7 a 9Kg.

Normalmente, quanto tempo depois do parto a mulher demora para recuperar a boa forma?

6 meses. Porém é possível recuperar a boa forma já em 2 meses, com acompanhamento de uma nutricionista.

Quais cuidados especiais a mulher que amamenta precisa ter com o que ingere?

São praticamente os mesmos da gestante. Comer de 3 em 3 horas. Cuidado com o uso dos adoçantes. Alimentação equilibrada e balanceada, com todos nutrientes necessários. Não ingerir bebidas alcoólicas. Cuidado com os alimentos fortes. Tomar muita água mineral (no mínimo 2 ½ litros) por dia. Aumentar a ingestão de cálcio: leite desnatado, iogurte light, queijos magros, ovos… Consumir muitas verduras e frutas (espinafre, couve…) em função das vitaminas e minerais. Quanto mais amamentar melhor para manutenção do peso e emagrecimento. Não esquecer de que a amamentação gasta muita energia (o aporte de calorias para a lactante deve ser maior do que para a gestante). São gastos 400-500Kcal a mais, por dia, para amamentar. A redução de peso deve ser de aproximadamente 0,5Kg por semana. Evitar o consumo: café em excesso, chimarrão em excesso, chocolate em excesso e álcool pela agitação que pode passar para o bebê. Evitar: amendoim, gorduras Trans. Cuidado com o excesso: de feijão, lentilha, repolho, brócolis, ervilha pois são causadores de gases no bebê.

É verdade que o aleitamento materno, além de ser ótimo para o bebê, ajuda a mamãe na perda de peso? Qual é o gasto calórico de uma mãe que está amamentando?

Sim, não esquecer de que a amamentação gasta muita energia (o aporte de calorias para a lactante deve ser maior do que para a gestante). São gastos 400-500Kcal a mais, por dia, para amamentar. A mãe amamentando, sem contabilizar os exercícios físicos, gasta em média 2.500 Kcal/dia.

Na próxima semana, entrevista com a nutricionista Andrea Camboim Garcia sobre alimentação infantil.

Você gostou? Então compartilhe:

Tags: , , , , ,

23 Respostas para “A nutricionista Vanessa Franzen Leite explica como deve ser a alimentação durante a gravidez”

  1. Em 21 de março de 2011 em 9:37 Georgina respondeu com ... #

    Muito legais e oportunos os esclarecimentos. Parabéns à nutricionista e às meninas do site.
    Bjs, Jô

    • Em 21 de março de 2011 em 10:51 raquel respondeu com ... #

      Obrigada, Jô! Beijo.

    • Em 21 de março de 2011 em 11:53 paula respondeu com ... #

      Obrigada!

  2. Em 21 de março de 2011 em 19:10 Taís Paganin Kasperson respondeu com ... #

    Oi, Paulinha!

    Excelente matéria. Até salvei ela no meu laptop para futuras consultas. :)

    Beijos,
    Tais.

    • Em 21 de março de 2011 em 19:22 paula respondeu com ... #

      Tais, ficou boa, né? Também gostei!!! A matéria fica armazenada no site para futuras consultas. Nem te estressa… Beijos.

      • Em 21 de março de 2011 em 20:36 Taís Paganin Kasperson respondeu com ... #

        Oi, Paulinha!

        Gostei de saber disso; tem varias materias que eu vou querer ler de novo quando ficar gravida. :)

        Beijos,
        Tais.

        • Em 21 de março de 2011 em 20:56 paula respondeu com ... #

          Claro!!! E, se Deus quiser, isso não vai demorar para acontecer. Beijos.

    • Em 21 de março de 2011 em 20:13 raquel respondeu com ... #

      Taís, esse tipo de informação sempre é útil, né? Beijo!

      • Em 21 de março de 2011 em 20:40 Taís Paganin Kasperson respondeu com ... #

        Oi, Raquel!

        Com certeza. :) Mesmo nao estando gravida (ainda!!!), eu sempre gosto de ler materias que fornecem dicas para uma alimentacao melhor. Ainda mais morando nos EUA; eu e meu marido cozinhamos bastante, mas quando queremos almocar/jantar fora tem sempre muito mais opcoes de fast food do que restaurantes com comida gostosa. Que saudade dos buffets deliciosos do Brasil… :)

        Beijos,
        Tais.

        • Em 21 de março de 2011 em 20:57 paula respondeu com ... #

          Raquel, a Tais não contou que é casada com um chefe de cozinha…

          • Em 21 de março de 2011 em 22:07 raquel respondeu com ... #

            Ahhhh, agora entendi!

          • Em 21 de março de 2011 em 23:25 Taís Paganin Kasperson respondeu com ... #

            Oi, querida!

            Avisa ao Andre que o Erik fala dos otimos restaurantes que voces nos levaram para conhecer em Gramado ate hoje!!! Principalmente da churrascaria… (risos) :) Vamos ter que marcar um novo passeio gastronomico quando formos ao Brasil. Ahhh… E tambem um jantarzinho feito pelo meu marido para voces experimentarem a comida dele!!! :)

            Muitos beijos,
            Tais.

          • Em 21 de março de 2011 em 23:30 paula respondeu com ... #

            Tais, ainda hoje o André comentou que temos que visitar vocês e provar a comidinha do Erik… Só não sei se me animo a levar o Santiago junto. Beijos

        • Em 21 de março de 2011 em 22:05 raquel respondeu com ... #

          Taís, eu só imagino como deve ser difícil se alimentar de forma saudável aí nos EUA. Quando visito a terra do Tio Sam, sempre depois de uma semana fico saturada de junk food, querendo um bom arroz com feijão! Beijo.

          • Em 21 de março de 2011 em 23:20 Taís Paganin Kasperson respondeu com ... #

            Oi, Raquel!

            E dificil sim, principalmente se voce esta em um shopping passeando, por exemplo. Nas pracas de alimentacao, a maioria dos shoppings oferece muito mais opcoes de junk food… :(

            Todos os finais-de-semana, bem pertinho da minha casa, acontece uma feira organica entao eu e meu marido sempre vamos la fazer as compras da semana… Vale a pena ja que alem de ser bem saudavel os precos tambem sao otimos! O estado da California produz a maioria das frutas e verduras que sao consumidas nos EUA entao e tudo super bonito, sem nenhuma batidinha… Sem contar que ate musica ao vivo tem!!! :)

            Beijos,
            Tais.

          • Em 22 de março de 2011 em 8:44 raquel respondeu com ... #

            Taís, eu já fui numa feira dessas com a minha amiga Lú, que também mora aí na Califórnia. É muito legal a proposta, um acontecimento! Beijo.

  3. Em 21 de março de 2011 em 19:43 Alessandra respondeu com ... #

    Excelente matéria..parabéns !!!!!!!
    Adorei pois estou grávida de 4 meses e meio e tento cuidar minha alimentação…
    Mas gostaria de saber de vcs se tem um exemplo de cardápio para gestantes.
    bjs e obrigada

    • Em 21 de março de 2011 em 20:17 raquel respondeu com ... #

      Oi, Alessandra! Estamos no mesmo barco então, eu e tu! Mas confesso que às vezes não resisto a uma guloseima, embora tente comer sempre de forma saudável. Vamos ver com a nutricionista Vanessa se ela teria como nos fornecer um modelo de cardápio, ok? Beijo!

    • Em 21 de março de 2011 em 20:53 paula respondeu com ... #

      Obrigada, Alessandra! Vou pedir para a Vanessa um cardápio, ok?

  4. Em 22 de março de 2011 em 22:24 Ana respondeu com ... #

    Ótimas as dicas contra os enjôos. Valeu!

    • Em 22 de março de 2011 em 22:44 paula respondeu com ... #

      Obrigada pela participação, Ana!!! Espero que as dicas te ajudem.

  5. Em 22 de março de 2011 em 23:07 Chris Almeida respondeu com ... #

    Só consultei a gineco durante a gravidez e engordei horrores. Fiquei tão traumatizada que mesmo depois de 4 anos não quiz engravidar de novo. Fez muita falta a orientação de uma nutri, ainda mais objetiva como a Vanessa.
    Obrigada, Chris

    • Em 23 de março de 2011 em 0:34 paula respondeu com ... #

      Chris, ficaram muito boas as explicações da Vanessa, né? Nunca é tarde para procurar uma nutricionista, ainda mais se quiseres engravidar de novo e não engordar tanto como da outra vez! Fica aí a dica. Beijos.

Dê sua resposta