Compras para bebês nos EUA

Quando recebemos a notícia da gravidez, uma das primeiras coisas que começamos a pensar é no enxoval do bebê – o que comprar, onde, quais os itens necessários, quais as melhores marcas, etc. Para quem tem dúvidas, nós do Mães à Obra montamos uma listinha básica de enxoval – é só clicar aqui.
São muitas coisas para serem compradas de uma vez só, especialmente no caso de mamães de primeira viagem. Por isso, quem tem oportunidade de viajar para os Estados Unidos, tem mais é que aproveitar e comprar tudo lá, pois é muuuuito mais barato do que aqui!
Logo que fiquei grávida do Frederico, eu e meu marido já planejamos uma viagem para os EUA com o objetivo de passear (a última viagem antes de ter filho) e comprar roupinhas, carrinhos, brinquedos e utensílios para o novo integrante da família. Fomos à Chicago, Boston, Filadélfia e terminamos a viagem em Nova York, cidade que eu amo de paixão. Comprei muitas coisas em Boston, que tem uma taxa de imposto sobre compras menor do que a do estado de NY (6% contra 8%), e outras em NY.
Quando o Frederico já tinha 15 meses, fomos a Miami e Orlando (ver post aqui), e lá comprei também muitas coisas para o meu filho, especialmente roupas, sapatos e brinquedos.
Abaixo, listo para vocês as minhas dicas de compras nessas cidades.

• BOSTON – comprei muitas roupinhas nas lojas do Wrentham Village Premium Outlet, que fica próximo à cidade de Boston. Esse outlet faz parte da rede Premium Outlets (www.premiumoutlets.com), que, na minha opinião, é a melhor dos EUA. Lá, fiz um “tour básico” nas lojas Carter´s, Gap Kids, Tommy Hilfiger, Nike e Columbia.

o Os melhores achados foram na Carter´s (www.carters.com), que é bem basiquinha, mas tem todas aquelas roupas essenciais para o dia-a-dia do bebê, sempre num material super confortável e resistente. Os combos com 5 bodies por U$ 12,00 são imperdíveis! Só não esqueçam de calcular direitinho o tamanho que seu filhote estará em cada estação do ano para não comprar os tamanhos errados! Eu comprei bodies de tamanhos desde RN (newborn) até 18 meses de idade, e posso dizer que usei horrores todos eles, e mesmo assim eles não se acabaram! Vão ficar para o próximo baby, rsrs. Além disso, tem várias roupinhas bonitinhas, é só ter bom gosto na hora de escolher. Para o bebê ficar em casa ou brincar, são as melhores. Ah, comprei também umas cobertinhas muito gostosas e charmosas que usei bastante.

o Na Gap Kids (www.gap.com) comprei roupinhas muito estilosas, também de diversos tamanhos. Acreditam que até hoje o Frederico tem roupas que comprei nessa época? As calças jeans são bem bonitas, e os moletons são hours-concours, né? Eles têm também uns pijaminhas de malha muito bons para o inverno.

o Da Tommy (usa.tommy.com), adquiri as camisetas pólo básicas (todo menino tem que ter uma!), de várias cores, padronagens e tamanhos, e também uns casacos de moletom forrados com pele sintética por dentro que são sensacionais para o inverno – bonitos, confortáveis, leves e quentinhos. Além disso, as calças jeans também tem um corte bem bacana, e as calças sociais de sarja são um charme só. Ah, e as meias são sempre uma compra que vale a pena!

o Na Nike (www.nike.com), comprei alguns (poucos) tip-tops e vários tênis pequenininhos. Foram super baratos, mas, sinceramente, o Frederico usou pouco os de numeração muito pequena, pois na verdade bebês não precisam usar tênis, e sim sapatinhos bem molinhos e confortáveis. Acho que os tênis de verdade só valem a pena quando a criança começa a caminhar, lá pelos 11 ou 12 meses.
o Amo os casacos, coletes e softs da Columbia (www.columbia.com), aproveitei para comprar vários – tem numeração a partir de 6 meses de idade. São quentinhos, confortáveis e coloridos, tudo que uma criança pode querer! E, em algumas lojas, tem até tip-tops bem grossões, ótimos para sair com os bebês no inverno rigoroso aqui do sul – afinal de contas, a Columbia é uma marca de artigos para a neve!

• NEW YORK – deixei para comprar todas as coisas grandes e pesadas (tralhas, rsrs) em NY, que era o último destino da viagem. Comprei também roupinhas na Macy´s (The world´s largest store – eu amo esse slogan!), alguns artigos mais chics na Bloomingdale´s, uns tenizinhos descolados na Adidas Originals Store, e brinquedos lindos na FAO Schwarz da 5° Ave (essa loja é tão cara quanto linda). Mas me esbaldei, mesmo, foi na Babies R´Us, comprando todos os equipamentos e acessórios para o bebê. Ah, bem pertinho de NY tem o famoso Woodbury Common Premium Outlets, da mesma rede que falei antes. Lá, tem todas as lojas já mencionadas em Boston e ainda a Gymboree, que tem roupinhas muito legais.

o A Macy´s (www1.macys.com) da Herald Square é uma loja de departamentos gigantesca, mas sempre vale a pena dar uma olhada no andar infantil – se eu não me engano, é o 7° – para garimpar lançamentos em promoção que ainda não estão nos outlets da vida. Comprei muitas roupinhas bonitas da marca First Impressions lá, além de lançamentos da Carter´s e ternos (sim, ternos!) da Nautica. Por sinal, essas roupas sociais para meninos são uma ótima compra para se fazer nos EUA, pois aqui no Brasil é difícil de achar, e quando se acha é super caro $$$. Ah, na Macy´s vale a pena olhar também as roupinhas da Puma e da Adidas.

o A Bloomingdale´s (www.bloomingdales.com) é uma Macy´s (bem) mais sofisticada. Tem na Lexington Ave e no SoHo, mas só a da Lexington tem seção infantil. Lá, comprei uma roupa linda da Polo Ralph Lauren para o batizado do Frederico, e mais uns sweaters de cashmere muito bonitos. Só que é tudo bem mais caro que do nas outras lojas citadas…
o Na Adidas Originals Store (www.adidas.com/originals) do SoHo, como mencionei antes, tem uns artigos descolados, em estilo vintage, muito legais. Comprei um tênis para o Frederico mega confortável que era um charme só.

o Bom, agora vamos à Babies R´Us (www.babiesrus.com) – acho que, nessa viagem, fui umas três vezes na loja que fica na Union Square. Lá tem tudo que você pode imaginar para bebês e mamães, e mais um pouco! São 3 andares, divididos em setores: amamentação, eletrônicos, roupas, banho, alimentação, higiene, cama, brinquedos, itens de segurança,  carrinhos, cadeirinhas, etc, etc, etc. Lá, contei muito com a ajuda do meu marido, principalmente na hora de escolher o carrinho e a cadeirinha do carro. Acho importante os papais participarem dessas escolhas também, afinal de contas, serão tão usuários quanto nós! Além do carrinho grande (compramos o modelo da Chicco Cortina Travel System – Discovery, que vem com suporte para o carro e bebê conforto acoplado, ou seja, é 3 em 1), que usamos até os 8 ou 9 meses de idade do Frederico, comprei também o carrinho guarda-chuva da McLaren (modelo Quest, que reclina), que uso bastante até hoje e adoro, e a cadeirinha para carro da marca Brytax, que uso desde que meu filho tinha 9 meses, e em princípio dá até 4 anos de idade. Essas foram as compras “grandes”, mas comprei também a babá eletrônica com vídeo (vale muuuito a pena) da marca Summer, a ordenhadeira elétrica, mamadeiras, bicos, aquecedor de mamadeira, sling, acessórios para banho, bico-termômetro (o Frederico nunca quis usar), pomada Lansinoh (essencial para usar nos seios durante o período de amamentação, super recomendo!), cobertas e xales, cortinas para carros, brinquedos e móbiles. E mais algumas coisitas que nem lembro mais, hehe.

• MIAMI – como disse antes, fomos à Miami e Orlando com o Frederico junto, quando ele tinha 1 ano e 3 meses. Aproveitei para “renovar o estoque” de roupas e sapatos dele, pois praticamente tudo o que eu havia comprado para ele na viagem anterior não servia mais. Em Miami, comprei roupas da Carter´s e da Nautica na Macy´s; brinquedos, acessórios e mamadeiras na Babies R´Us; e mais brinquedos, penico, roupa de cama e berço portátil na Target. Também passei na Pottery Barn Kids para comprar umas coisinhas mimosas. Tem ainda a Buy, Buy Baby, que é super completa tipo a Babies R´Us (mamães especialistas recomendam a do Coral Springs). Uma loja de roupas super fofa para bebezinhos é a Baby Cottons (tem no Aventura Mall e no Village of Merrick Park). Para as mammies mais chiquetérrimas, tem a Baby Dior, a Burberry e a Mini Oxygene (Bal Harbour). Não fui aos outlets porque deixei para ir em Orlando, mas posso recomendar o Sawgrass Mills e o Dolphin Mall para comprar nas lojas da Carter´s, Gymboree, Janie and Jack, Nike, Adidas, Tommy, Ralph Lauren, Gap e The Children´s Place.

o A Target (www.target.com) é uma dessas lojas que existem aos montes nos EUA e que tem de tudo. Algumas coisas, tipo roupas e sapatos, são de qualidade inferior. Mas para outros itens, como brinquedos, vale muito a pena. Eles têm umas promoções da Fisher Price que são imbatíveis! Comprei aquele penico que toca musiquinha por um precinho bem camarada. Também comprei lá umas cobertinhas lindas com design da DwellStudio, a marca da bolsa do bebê da Gisele Bündchen, lembram?

o A Pottery Barn Kids (www.potterybarnkids.com) é uma loja muito mimosa, que vende artigos para cama e banho, além de móveis e objetos de decoração. Tudo para os pequenos. E, de quebra, ainda tem uns brinquedinhos em estilo antigo, de madeira, que são um achado. Tem no Village of Merrick Park.

• ORLANDO – em Orlando, tem dois grandes outlets: o Orlando Premium Outlets (da rede Premium já mencionada) e o Prime Outlet, esse mais novo e completo. Em ambos, encontram-se todas as lojas já citadas: Carter´s , Gymboree, Janie and Jack, Gap, Tommy, etc, etc. Para crianças acima de 1 ano, vale bastante a pena comprar tênis nas lojas das grandes marcas Nike, Adidas, Reebok e Puma (as roupinhas dessas marcas são legais também). Fora isso, tem as lojas da Disney que vendem artigos muito bacanas (sempre relacionados aos personagens de Walt Disney), desde roupas até objetos e brinquedos – mas não é com precinho de outlet, né?! Além dos outlets, tem o shopping Mall at Millenia, que tem muitas lojas legais, desde grifadas até outras mais acessíveis, como a Janie and Jack, por exemplo, que tem roupinhas bem charmosas, muitas em estilo navy (adoro!). Só que a diferença é que no Millenia, ao contrário dos outlets, é tudo lançamento, e, além disso, o shopping é lindo…

Bem, espero ter ajudado. Se tiverem dúvidas, é só perguntar! Afinal de contas, qual é a mamãe que não adora uma comprinha?

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *