Jogo da vida

Santiago, meu filho, hoje é teu aniversário. Teu terceiro aniversário! Há meses esperas por essa data, não é mesmo? Chegou a hora de comemorarmos! Proponho um brinde a todas às nossas conquistas nesses 3 anos e 9 meses. Vamos fazer um tim-tim e relembrar alguns momentos?

Tu sempre foste surpreendente. Desde a concepção. Mamãe engravidou com apenas dois meses de casada. Não tivemos lua-de-mel. Isso porque semanas antes do nosso casamento, o teu pai pegou uma forte pneumonia, foi hospitalizado e chegou a passar por cirurgia. Quase que fico viúva antes de subir ao altar… Já pensou? Não gosto nem de imaginar… E tu não serias órfão, não, tu simplesmente não existirias. Credo, que papo deprê para dia de comemoração, não é não? Já já vamos mudar de assunto, mas para garantir, deixa eu bater três vezes na madeira aqui para não dá azar. SALDO DO JOGO: vitória do Santiago. Entrou em campo sem sequer ser escalado.

Foi experimentando o vestido que usaria na formatura em arquitetura da Nathalia, tua dinda, que percebi que o meu corpo estava diferente. A pouca cintura que tenho desapareceu e os seios, que já são grandes, ficaram ainda maiores. No dia seguinte, o teu pai comprou um teste de farmácia. Não tive coragem de fazer na hora. Deixei para a manhã do outro dia. O resultado já dá para imaginar, né? Positivo!!! Na mesma hora em que soube, acordei o André. Fiz uma cena bem dramática, daquelas dignas de novela mexicana, sabe? Morrendo de medo de tudo o que estaria por vir… Mal sabia eu que a minha vida estava começando, para valer mesmo, naquele instante…

Como sabes, a festa de casamento conseguimos manter na data prevista, mas a viagem precisou ser adiada. Só não contávamos que semanas mais tarde receberíamos a visita da cegonha, o que fez com que mais uma vez tivéssemos que rever nossos planos. Tivemos uma “lua-de-melda” a três, quando eu já estava com 25 semanas de gestação. E, por favor, sem aquele papo de que grávida também pode ser sexy. Uma coisa definitivamente não combina com outra. Até porque eu estava em forma. Em forma de barril. Hahaha. Engordei muito. Muito mesmo. 35 quilos. Com 1,71 m passei dos 60 aos 95 kg em poucos meses. Assustador!!! E acho que só não entrei na casa dos três dígitos porque parei de me pesar antes. SALDO DO JOGO: vitória do Santiago. Em partida decisiva, controlou a eufórica torcida e apitou o jogo que terminou em zero a zero.

Faltando um mês para a data prevista para o teu nascimento, pela primeira vez o André resolveu conversar com a minha barriga antes de dormir. “Santiago, tenho um montão de coisas para te mostrar. Quero te ensinar a jogar bola, pescar, cantar, assar churrasco, andar de carrinho de lomba, fazer a barba, dar nó na gravata… Tens muitas coisas para aprender, já podes nascer, meu filho.” Naquela noite, perdi o sono. Vi o desfile das escolas campeãs do Rio de Janeiro até às 4h da manhã. E acordei pouco depois, às 6h do dia 1 de março de 2009, porque a minha bolsa tinha estourado. Avisamos os parentes e os amigos e fomos correndo para o hospital. SALDO DO JOGO: vitória do Santiago. Mostrou que não perde tempo e que escuta direitinho as orientações do técnico.

Entrei em trabalho de parto (ai, como dói), não tive dilatação e a gineco optou pela cesareana. Ufa! Depois da anestesia, foi tudo MARAVILHOSO. Consegui curtir cada minutinho ao teu lado, meu amor. É incrível mesmo o tal do instinto materno. Assistindo ao vídeo do teu parto, vi que a primeira reação foi lamber e cheirar a cria compulsivamente. Hehehe. A nossa recupeção não poderia ter sido melhor! O Hospital Moinhos de Vento parecia uma casa de festas, de tanta, mas tanta gente que foi te conhecer… SALDO DO JOGO: vitória do Santiago. Casa completamente lotada já na estréia do campeonato.

A partir de então, filhote, aqui em casa deixamos de ser um mais um. Viramos três. Construímos uma família! Construímos uma história da qual o protagonista és tu! Viramos coadjuvantes da nossa própria vida para todo o sempre, porque NADA e nem NINGUÉM é mais importante para o papai e para a mamãe do que tu, meu gurizinho. SALDO DO JOGO: vitória do Santiago. Com apenas meio sorrizinho, conquista a torcida e recebe fortes aplausos…

Não lembro quantas vezes me perguntastes nos últimos tempos quando era o teu aniversário. Talvez porque nós estejamos sempre em festas, né? Hahaha. Ainda bem que gostas de uma folia tanto quanto a sua mama. “Mãe, hoje é o meu aniversário?”, “Mãe, o meu aniversário está muito longe?”, ”Mãe, e o meu aniversário?”, “Mãe, falta pouco para o meu aniversário?” Santiago, FINALMENTE chegou o teu aniversário! E o pai e a mãe prepararam uma festa bem bonita para ti. Estou louca para ver a tua carinha… Feliz aniversário, meu amor! Parabéns pelos teus 3 aninhos. Muitas felicidades! E não esquece que estarei sempre aqui para te ajudar a encarar o jogo da vida. Ganhando ou perdendo, tu serás sempre o meu campeão. Te amo tudo! Sempre.

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *