Meninos e meninas: iguais ou diferentes?

Gurias, esses tempos fiz um post sobre a exposição “Barbie Terras Distantes” no shopping Iguatemi, lembram (ver aqui)?

Na semana passada, resolvi levar o Santiago lá…

Eu adorei! Fiquei enlouquecida com as bonecas da exposição, mas o Santiago reclamou do início ao fim. Não deu certo!!! “Mãe, isso aqui é muito chato. Mãe, quero ir embora. Mãe, isso aqui é coisa de menina.” Só no finalzinho, quando viu o avião da Barbie é que ele posou para a foto e me deu uma folguinha…

Bom, comentei com umas amigas no Facebook que não tive parceria na exposição e várias disseram que o mesmo tinha acontecido com elas. Então surgiu a dúvida: afinal, meninos e meninas são ou não são iguais? Eles têm os mesmos interesses independente do gênero? Devem ou não receber o mesmo tratamento dos pais?

Nessas horas, nada melhor do que chamar a ajuda das universitárias. Com vocês, as It Mommies!

“Os meninos são muito diferentes das meninas e têm interesses diferentes. As meninas são mais detalhistas, independentes e decididas. Eles se contentam com menos, demandam menos e falam menos :-) . Acho que as meninas são mais curiosas, gostam de conversar e, na mesma idade dos meninos, são muito mais espertas… Nós tratamos eles de forma diferente, justamente por notarmos essas diferenças, que existem e tem que ser respeitadas.”“Boa pergunta, Paula! Sabe que começo a ver algumas diferenças no jeito de ser? Apesar de ser bem pequenino, o Vítor é mais agitado, parece um polvo pra vestir. Usa muito mais a força do que a Sofia usava quando era bebê.

Ainda não consigo avaliar se vamos ter que ter rédeas mais curtas com o Vítor, mas é o que começa a dar a impressão. Acho que o que vai determinar vai ser muito em função da personalidade de cada um. Acho que a educação em geral não deve ser diferente, até já falei pro André que não gostaria de fazer diferença entre eles, mas ao mesmo tempo fico pensando se não fazemos isso naturalmente, sendo mais ‘light’ com meninas e duros com meninos. Fica pra pensar!”

Aqui em casa são dois meninos e uma menina, e posso te garantir que existem muitas diferenças. As meninas são mais concentradas, muito embora, geralmente mais agitadas. Por outro lado, as brincadeiras são mais elaboradas, mais calmas e mais produtivas. Elas vivem no mundo da fantasia, vivem sonhando com o príncipe encantado. Já os meninos são mais práticos, mais rápidos, mais ativos, as brincadeiras mais curtas, mas mais intensas. Os interesses são completamente diferentes, elas amadurecem mais rápido, são sonhadoras. A minha filha, que tem 5 anos, já faz planos para o futuro, fala em ter família, filhos, profissão. Por sua vez, os meninos vivem mais o hoje. Sem falar no consumismo, pois meninas consomem muito mais: vestido, saia, blusa, calça, laço, tiara, vários sapatos porque tem que combinar tudo. Meninos são bem mais simples para se vestir. Tudo é básico, é muito mais fácil. Acredito que o tratamento deva ser o mesmo mas em intensidade diferente, ou seja, de acordo com as necessidades de cada um, aí sim independente do sexo, porque cada filho, ao meu ver, precisa de um tratamento diferente, eu com três estou vivenciando bem isso, pois cada um tem suas peculiaridades, personalidades distintas, e, sendo assim, cada um recebe o tratamento que precisa.”

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *