Quartinho dos sonhos bebe: Cuidados na hora de projetar

Quais são os maiores cuidados na hora de projetar o quarto de um bebê?

O quarto de bebê deve ser um ambiente confortável, funcional e, principalmente, seguro. O projeto arquitetônico é importante para que o espaço seja pensado de maneira a atender alguns cuidados necessários, como fácil acesso, ventilação e iluminação.

A primeira etapa é definir um layout em que a posição dos móveis seja ideal, considerando a proteção contra ruídos e correntes de vento.  O desenho do mobiliário, por suas formas e materiais, deve ser seguro e prático. Os móveis não devem ter arestas pontiagudas, e devem ser laváveis e resistentes. As superfícies lisas evitam o acumulo de pó. O controle da iluminação é importante, o uso do dimer é uma boa alternativa para regular a intensidade de luz.

A decoração do quarto representa grande parte da preparação para a chegada do bebê. O desejo e a expectativa dos pais para a realização desse sonho devem ser traduzidos no projeto. Além dos aspectos funcionais, projetar o quarto de bebê é criar um pequeno “mundo”.

E a questão da segurança contra acidentes  (janelas, tomadas, quinas de móveis, altura de armários)?

As questões de segurança devem ser pensadas desde o lançamento do projeto arquitetônico para que todos os itens sejam atendidos.

Nas janelas são utilizadas redes de proteção.

O mobiliário deve ser projetado de acordo com a segurança do bebê. Além disso, a casa toda deve ser segura e, para isso, existem os acessórios de proteção: travas para qualquer gaveta ou armário, protetores de tomadas, protetores de canto para as quinas de móveis, espumas para as portas, grades para escadas, tapetes antiderrapantes, etc.

O berço é o objeto mais importante do quarto de bebê e merece ter atenção especial. Assim, deve estar em local visível e seguro, preferencialmente em um dos cantos do quarto. O ideal é que fique afastado de janelas, aparelhos de ar-condicionado e ventiladores. Além disso, qualquer objeto deve ser mantido fora do alcance como cortinas, quadros e abajures.

Em relação à prevenção de doenças, existem pisos, tapetes, cortinas e almofadas contra ácaro e outros problemas?

O ambiente precisa ser sempre ventilado e receber iluminação natural, no entanto, sem luz direta no berço. A escolha dos revestimentos é essencial para a prevenção de doenças. Devem ser escolhidos materiais de fácil manutenção e limpeza, que não acumulem pó e não causem alergia. Devem ser evitados cortinas, carpetes e bichos de pelúcia. São indicados tapetes de borracha antialérgicos, cortinas ou persianas removíveis e laváveis. O piso vinílico não retém poeira, é macio, térmico e tem muitas possibilidades de cores. Outra opção é o laminado plástico que tem superfície lisa e não porosa, sendo de fácil limpeza por não reter sujeira. O piso emborrachado também é apropriado pelas suas características: absorve impactos, é antiderrapante e acústico.

Quais itens são indispensáveis no quarto de um bebê? Quais itens são opcionais?

Para que o quarto seja um ambiente funcional e atenda a todas as necessidades do bebê é preciso pensar nos itens indispensáveis. Além do berço, que tem o papel principal, são itens fundamentais a poltrona de amamentação e a cômoda, que também pode servir como trocador.

Uma cama-sofá é de grande utilidade, já que pode acomodar alguma visita para o bebê durante o dia e, à noite, servir para o cochilo da mãe ou da babá.

Como itens opcionais, o projeto pode ser rico em detalhes para estimular o desenvolvimento da criança.  O uso de espelhos, de forma segura, permite que o bebê se observe. As texturas e cores dão movimento e enriquecem o cenário.

Os pais têm a preocupação de projetar um espaço que mais tarde possa ter seus móveis reaproveitados? Como funciona isso?

Sim, essa é uma preocupação atual que possibilita uma economia futura. Projetar um quarto infantil que permita “crescer” com o bebê é interessante e funcional. Nesse caso, desde o layout até os móveis são pensados de uma forma que possam atender as mudanças do ambiente. A marcenaria pode ser prevista em função das necessidades atuais e futuras. Como exemplo, o trocador pode ser a base de uma bancada. A cama auxiliar pode ser a futura cama da criança. A cômoda pode ser substituída por uma bancada. O armário deve ser projetado para se adequar ao layout futuro. As prateleiras projetadas para receber brinquedos podem depois abrigar livros. Algumas empresas já desenvolvem móveis para serem adaptados ao crescimento da criança: http://leanderdesign.com/en/frontpage

Que recursos tecnológicos hoje estão disponíveis?

Atualmente a automação é um recurso importante. No quarto do bebê, a possibilidade de criar cenários e controlar a luz, o som e a temperatura. Além da economia de energia, permite um controle a distância. Há no mercado avançados e modernos controles de parede “touch screen”, que comandam os cenários para diferentes ocasiões como a hora da amamentação, do sono ou de brincar. Entre outros comandos, a automação engloba o fechamento automático de persianas e cortinas, acendimento de umidificadores e aparelhos de ar-condicionado e até aquecedores de mamadeira. A babá eletrônica com vídeo ganhou nova dimensão. Câmeras instadas no quarto do bebê podem ter sua imagem para que a mãe acompanhe, via internet, tudo que acontece com o bebê. Outro sistema funciona com alarmes que lembram a mãe da hora de amamentar e trocar as fraldas.

De que maneira a cor influencia no comportamento do bebê? Ela pode acalmar, pode estimular? Como é feita essa escolha?

As cores e formas devem traduzir a intenção do projeto de acordo com o perfil dos pais. O quarto de bebê deve ser um espaço de aconchego e bem estar, tanto para a mãe como para o filho. As cores influenciam o nosso humor. O uso de cores neutras e tons pastéis dão mais tranqüilidade ao ambiente e não agitam a criança. As cores fortes estimulam o bebê, mas devem se restritas a pequenos elementos e aos brinquedos. É importante que as cores traduzam a vontade dos pais em harmonia com as necessidades do ambiente.

Write a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *